Pular para o conteúdo principal

Tornados no Brasil derrubam " profecia" de Chico Xavier

O Brasil sempre foi marcado por ser um país livre de cataclismos. Isso deu origem a tese pueril de que "Deus é brasileiro". As religiões compactuaram por isso pois muitas delas acreditam que cataclismos ocorrem graças a "desobediência humana", preservando apenas povos altamente religiosos, como se a moral pudesse influir nos fenômenos atmosféricos, o que a lógica e o bom senso provam ser absurdos. Estranho a seita que vive exaltando a lógica e o bom senso também defender essa mesma tese sem pé nem cabeça.

A "profecia" chamada de "Data Limite", baseada no sonho do médium Chico Xavier, agora promovido a"profeta", é na verdade uma adaptação pseudo-espírita do Apocalipse, tendo tudo a ver com a formação católica do médium que nunca foi espírita.

Trovando em miúdos, a tal "profecia" diz que boa parte dos países evoluídos, por causa do seu crescente ateísmo (???!!!), seriam destruídos por catástrofes naturais e/ou artificiais. Só sobraria alguns países dos trópicos, sobretudo o Brasil, supostamente livre de qualquer tipo de cataclismo, que é justamente o mais religioso. Bobagem tipicamente igrejista, mas que alguns ingênuos se apressaram em classificar como previsão cientifica, mesmo não tendo sentido algum. Oba! Além de profeta, o superestimado Chico Xavier agora também virou cientista!

E eis que a Realidade Laica bate a porta dos incautos e mostra a sua feia e triste face, provando que as religiões são fantasias e que catástrofes nada tem a ver com moral e sim com a transformação geológica do planeta, o que é natural.

E... SURPRESA!!! O Brasil entra na rota das nações ameaçadas por cataclismos violentos, já que, por algum motivo que eu não sei (não sou cientista e muito menos físico), o Brasil, que já tinha seus próprios cataclismos, as enchentes e os trovões, passou a ter também terremotos e tornados. Uma beleza que não foi prevista pelo "magnífico" profeta (pseudo) "espírita".

E eis que o"homem que nunca erra", o Senhor Perfeição, o "Homem-Amor" que tem o "privilégio" de "conversar com seres 'superiores' e os donos do universo", comete um bata erro em sua "profecia". Essa pegadinha enganou direitinho o médium tolo de Pedro Leopoldo.

Esta semana, vários tornados aconteceram no país. Em Santa Catarina, houve um forte tornado (quase um furacão) que fez um considerável raio de destruição em uma cidade do interior. No Pará apareceu outro tornado, de menor intensidade. Aqui em Niterói, os ventos estão mais violentos e pude ver pessoalmente. Tornados já foram vistos em cidades do estado do Rio de Janeiro ano passado.

E aí, Xavier, "o Profeta", o Brasil ficará realmente livre de alguma catástrofe natural? Sinto dizer que não. Essa bobagem de "Data Limite" foi criada apenas para promover o médium nas mentes vazias dos beatos pseudo-espíritas e ajudar a vender mais os seus livros, cuja maior parte da renda NÃO vai para a caridade e sim para as bem vestidas lideranças da Federação Espúria Brasileira. 

E sem essa de "nova era", de "regeneração", de "novos tempos". Ainda estamos na condição de provas e expiação e a prática cotidiana confirma esta estagnação. Kardec alertou que a evolução é gradual e lenta e que não se faz previsão com data marcada. Ou seja, a mudança de categoria poderá se dar milênios bem mais tarde do que somos capazes de imaginar. Muita água de esgoto ainda vai rolar sobe nossas cabeças, principalmente sobre as cabecinhas mais ocas.

Pelo jeito os tornados acontecidos no Brasil já revelam sua primeira vitima registrada: o ingênuo médium de Pedro Leopoldo, o católico que fingiu ser espírita para impedir o progresso intelectual da humanidade. Data Limite esbarrou em seu próprio limite.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo para os ricos, nada para os pobres!

A guinada direitista do "Espiritismo" brasileiro, supostamente "orientada" pela "espiritualidade superior" (na verdade espíritos de velhos e odiosos macartistas disfarçados de "sábios") tirou definitivamente a sua mascara de "doutrina avançada". 
Incapaz de melhorar o país em mais de 130 anos, se limitando a caridade paliativa que não elimina problemas, mas cria meios de suportá-lo, o "Espiritismo" brasileiro agora abraça um governo golpista e ideias retrógradas que pretendem reservar o bem estar a uns poucos que compartilham de ideais retrógrados e meios suspeitos de vencer na vida.
O "Espiritismo" brasileiro, totalmente distante e em muitos pontos contrário ao Espiritismo original fundado por Allan Kardec, sempre foi uma seita de elite com um número grande de seguidores de alto poder aquisitivo e graduados em faculdades. O que não significa que sejam mais inteligentes, pois o "Espiritismo" brasileiro ag…

Anti-esquerdismo "espírita" vai contra proposta da caridade

O "Espiritismo" brasileiro é cheio de contradições, graças a sua recusa em raciocinar e analisar tudo que chega aos seu redor. Abraçou a fé cega e a bondade estereotipada e se limita a fazer caridade paliativa, aquela que serve de mera compensação para que os necessitados se mantenham em suas condições humilhantes. 
Agora, os "espíritas" (de Chico Xavier) e os espíritas (de Allan Kardec) encanaram de aderir ao sádico ódio fascista anti-esquerda. Criminalizaram os movimentos sociais, a personalidades de esquerda e glorificaram o excludente Capitalismo, se baseando na tolice da meritocracia e descartando de uma vez por todas a acridade mencionada por Allan Kardec, um socialista, em suas obras.
Só o direitismo assumido pelo "Espiritismo" brasileiro jé envolve um festival de contradições que poderão implodir a doutrina no Brasil, que já é muito fraca em outros países. Ela entra em violento choque com a finalidade original da doutrina, que é a caridade, além …

Ódio anti-petista de Robson Pinheiro pode ter orientação de espíritos de senhores de engenho e adeptos do Fascismo

O "Espiritismo" sempre foi conhecido como a religião da razão e do amor. Mas Robson Pinheiro que mudar isso. Para ele o "Espiritismo" passa a ser a doutrina da barbárie e do ódio. Incapaz de negociar com aqueles que não se afinam com suas convicções políticas elitistas, Pinheiro se une aos neo-pentecostais e derrama a sua gosmenta baba de raiva contra a esquerda, ignorando os verdadeiros responsáveis pela crise, que é mundial e desprezando os bastidores do poder.
Robson é um autêntico analfabeto político, pois dá sinais de que não sabe das complexas relações de poder, num perfeito exemplo de pedantismo político. E de acordo com a lei de afinidade (ignorada pelos "espíritas" brasileiros), atrai espíritos de senhores de engenho e de simpatizantes do Fascismo. Pinheiro psicografa um livro "político" demonstrando escancarado desconhecimento sobre o assunto. Ignora fatos que comprovam que a verdadeira quadrilha é justamente os políticos que ele apoi…