Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2015

Movimento Espírita e Futebol: uma mistura mais do que heterogênea

No Brasil, o futebol, que deveria ser encarado como mera diversão, é tratado como assunto sério, como se o bem estar da população dependesse da entrada de uma bolinha em uma trave com rede. Algo típico de uma população sem discernimento, sem auto-estima e completamente infantilizada.
O Espiritismo brasileiro, tão sem discernimento e tão infantil quanto, achou excelente associar a versão "farofa" da doutrina codificada por Kardec com o famoso esporte, aumentando o caráter de seriedade desta forma de lazer. Já temos o cacoete incurável de colocar o futebol em tudo quanto é assunto, porque os espiritolicos não iriam fazer o mesmo?
Legal porque unem-se dois tipos de fanatismo cego, travando a evolução intelectual da sociedade e colocando-a numa ilusão fantasiosa que só combina com a mais tenra infância, onde fadas e duendes perambulam por nossos imaginários. Crescidos, na ânsia de prorrogar a infância, pelo menos no lazer e na religiosidade, decidimos criar novas fadas e novos due…

FEB: Enganar é preciso...

O maior poder de Chico Xavier não era o de conversar com os mortos. Seu maior poder era (e ainda é, mesmo após sua morte) o de seduzir as pessoas por meio de ideias sem pé nem cabeça temperadas por um moralismo doce e uma pieguice melequenta que ajuda muito a travar cérebros.
A FEB, Federação "Espírita" Brasileira, que de "espírita" só tem o nome, surgiu bem antes de Xavier, mas usou o caipira mineiro como sua grande galinha dos ovos de ouro, consagrando o trabalho iniciado por um grupo de dissidentes católicos que acreditavam em reencarnação que, ao invés de criarem uma seita para si mesmos, preferiram pegar a ciência de Allan Kardec, que nada tinha a ver com isso, e misturar tudo, criando uma colcha de retalhos que impede o povo de entender o que se passa nas dimensões físicas e espirituais que ainda não conhecemos. 
E os dirigentes da FEB, espertamente, vivem de forjar mitos para ampliar ainda mais o seu alcance e por consequência, a satisfação de seus interesses.…

O Brasil e as concidências que agradam aos espiritólicos

Os espíritas místicos, que predominam em nosso país, acreditam que estamos em tempos de grandes transformações e não cansam de nos lembrar disso. Se baseiam em muitas teses místicas, sobretudo a de Ramatis, infiltradas na doutrina e defendidas por vários palestrantes espíritas, sobretudo o ultra-prestigiado Divaldo Franco.
Se observarmos em especial o que está acontecendo com o Brasil, onde testemunhamos uma versão "digitalizada" e "remixada" do Milagre Econômico do início dos anos 70 (época em que eu nasci) e associarmos, além da tese da "Era de Aquarius", também conhecida como "Terceiro Milênio", com o conteúdo do livro Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho, supostamente psicografado por Chico Xavier e atribuído ao espírito de Humberto de Campos, teremos um gigantesco banquete a saciar a fome ilusória de quem acredita que vivemos num país privilegiado.
O Brasil, hoje se encontra na condição de quintal do mundo. O que significa isso. Nos …

O "Espiritismo" brasileiro virou uma coisa de louco!

Quem não estuda corretamente acaba permanecendo na burrice. Mas ir fundo na burrice e aumentar ainda mais a falta de noção, aí chegou a ponto de ser considerado uma loucura. E a forma deturpada do Espiritismo que é praticada no Brasil, na tentativa de forjar uma falsa ciência feita só para autenticar erros e mais erros, está indo longe demais em seus delírios típicos de um narcotizado.
No desespero de legitimar totens, usa-se a reencarnação para tentar forçar a barra em associar o errado com o correto, na tentativa de fazer com que o errado seja visto como correto também. Se uma figurinha da forma deturpada for associada a um nome do verdadeiro Espiritismo, a legitimação acaba se estabelecendo, enganando quem confia nos totens absurdos que a FEB e muitos malucos lançam.
Querem forçar a barra para dizer que as figurinhas do Espiritolicismo (que deveria ser o verdadeiro nome desta bagunça que quase todos pensam ser "Espiritismo") sejam associadas a Allan Kardec, a Jesus e a quem…

O Jesus do "Espiritismo" brasileiro também é fajuto, falso

O Espiritolicismo, forma deturpada do Espiritismo, praticado no Brasil, é composto de inúmeros enxertos estranhos copiados de outras crenças. Apesar de se auto-rotular como "científico" e "racional", esta forma deturpada repete a mesma fé cega que tradicionalmente se vê nas outras crenças, incluindo a defesa de absurdos sem sentido que impedem a compreensão real do mundo.
E incluído neste festival de enxertos está a visão distorcida de Jesus. Apesar de algumas diferenças em relação a visão que outras crenças têm sobre Jesus, os espiritólicos, ao seu modo também não conseguiram entendê-lo, preferindo construir outro Jesus a sua maneira, mas ainda longe da fatídica personalidade estudada pelos historiadores que vivem a busca de provas de sua existência.
Embora pensem em sonhar encontrar o Jesus Histórico, os espiritólicos ainda preferem manter algumas características do Jesus Mito, consagrado pela opinião pública. Um Jesus que salva, que tem superpoderes e que possui p…

"Espíritas" brasileiros erram tanto ou mais que os pentecostais. Mas ninguém sabe disso

Nas redes sociais pipocam críticas aos pentecostais. A coisa está tão braba que até mesmo os próprios evangélicos e vários deles seguidores dessas seitas pentecostais se unem ao coro das críticas direcionadas aos pastores mais famosos do país.
Tudo bem, pois temos conhecimento de vários erros absurdos cometidos pelos pastores-astros. Não dá para esconder da população o que eles faze. Mas e os líderes"espíritas", não erram também? Pois não se ouve uma só cítica feita a alguma liderança "espírita" a não ser fechada nos fóruns dedicados a retomada à origem kardeciana. Fora deste fóruns, a impressão é a de que o "Espiritismo" vai muito bem obrigado e suas lideranças, "seres de máxima evolução" (sic) vão melhor ainda.
Mas quem estuda a doutrina a fundo e conhece os bastidores da FEB e dos centros afiliados, sabe que não é bem assim. Há sujeira muito mais fétida e doentia do que em qualquer aterro sanitário de um lugar distante qualquer. Só a transforma…

Basta ler as traduções de Herculano Pires para entender melhor Allan Kardec?

É suficiente a leitura dos livros de Allan Kardec, na tradução de José Herculano Pires, para entender melhor a Doutrina Espírita codificada pelo pedagogo francês? Não, não é. Ele é apenas um ponto de partida, um começo de caminhada, que poucas pessoas conseguem entender muito bem.
Para piorar, muitos permanecem "espiritólicos" (nome que damos aos pretensos espíritas devido à sua inclinação ainda igrejista), mesmo quando adquirem os livros kardecianos traduzidos pelo sobrinho de Cornélio Pires. E mesmo a leitura habitual e aparentemente dedicada não é o bastante.
Em primeiro lugar, é muito comum que essas pessoas leiam tais livros como se fossem romances. Leem até o fim, mas não conseguem ter uma compreensão exata das ideias apresentadas pelo pedagogo francês, que José Herculano Pires não só traduziu palavra por palavra, frase por frase, para um português fiel ao sentido das ideias de Kardec como fez várias notas explicativas.
Mas mesmo aqueles que conseguem entender tais ideias…