Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2015

Paralelos entre o Fundamentalismo Islâmico e o "Espiritismo" brasileiro

Sabemos que esta postagem irá irritar os dois grupos e ainda mais os "bondosos" "espíritas" seguidores de Chico Xavier. mas analisando friamente, encontramos alguns paralelos entre as duas seitas que possuem o desejo de dominar o mundo, cada uma a seu modo, desprezando outras ideologias. Ambas entenderam muito mal as doutrinas que as originaram, preferindo lançar mão de interpretações deturpadas, mas que são mais cômodas.
É uma lista feita com base nos principais pontos das duas seitas e mostra em ambos os casos, que a religiosidade fanática nunca deve ser aplicada à realidade cotidiana, merecendo ficar muito bem trancafiada dentro das mesquitas e centros-"espíritas". Vamos a lista. Mas não nos matem.
1. São baseadas em livros cheios de lendas: Enquanto o fundamentalismo Islâmico se baseia no Alcorão, os "espíritas" se baseiam nas obras assinadas por Chico Xavier, principalmente Nosso Lar e Brasil, Coração do Mundo. Vivem bajulando Allan Kardec, ma…

"Espíritismo" apela como suposto remédio contra o suicídio

Quase no fim da linha diante de uma severa crise, o "movimento espírita" agora lança um derradeiro apelo, depois que não pôde convencer as pessoas da sua postura dúbia em jurar "rigorosa fidelidade" a Allan Kardec e apoiar os deturpadores.
O apelo agora consiste na defesa da doutrina como um suposto remédio contra o suicídio. Sem conseguir explicar suas contradições doutrinárias, o "espiritismo" brasileiro investe nesse recurso, depois que o bom-mocismo que dissimulava a deturpação doutrinária foi desmascarado.
A ideia é defender que a doutrina brasileira, por pregar, em tese, princípios de esperança e de vida melhor, previne o suicídio, e, como é uma seita que, teoricamente, expressa o conhecimento do "outro lado" (a vida espiritual), seus defensores e seguidores alegam conhecer o mundo dos espíritos e falar num hipotético "Vale dos Suicidas" para o qual vão os "infelizes" que decidem tirar as próprias vidas.
De um lado, recado…