Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2015

Pessoas com senso crítico são discriminadas nas mídias sociais

Arredio, mal-humorado, chato, entediante, irritante, insuportável, pessimista. "Xi... Lá vem aquele cara que reclama demais". "Ih, lá vem aquele insuportável de novo". "Olha, é aquele que pensa em tal coisa daquela forma". São essas algumas das declarações nas mídias sociais contra aqueles que costumam questionar sobre uma gama muito grande de assuntos.
O Brasil passou por retrocessos mas a onda agora é aderir e se conformar com a mediocridade sócio-cultural e o autoritarismo político. Buscar a "felicidade" pelos vídeos "engraçados" na Internet, pelas fotos com amigos em bares mais sofisticados, em comprar livros para colorir e transformar as relações entre amigos num festival de stand up comedy, ou talvez de sit down comedy, para quem quiser ficar sentado durante a rodada de cerveja ou vinho ou qualquer outra "birita".
Nas mídias sociais, em especial o Facebook, é praticamente proibido expressar um senso crítico para uma gama …

Como "funcionam" os "tratamentos espirituais"

Problemas existem por causa de nossas imperfeições. Mas ao invés de encararmos o desafio de resolvê-los, para desenvolver nossas aptidões, preferimos a preguiçosa iniciativa de pedir para que forças do além resolvam para nós. Um cacoete muito comum das religiões, onde Deus é transformado em Servo da humanidade (ué, os servos de Deus não éramos nós?), adiando essa grande oportunidade de crescimento espiritual.
Mas espíritos inferiores, disfarçados de superiores, adoram isso. É uma excelente oportunidade de sugar a energia de encarnados, já que esses espíritos, apesar de não terem o corpo, mantém os anseios materialistas, necessitando de alguém vivo para satisfazer seus desejos.
Tratamentos espirituais não deveria existir, mas existem. E podem ser nocivos, no caso do Espiritolicismo, essa versão imbecil da Doutrina Espírita, sincrética, mística, materialista e enganadora, que tem feito a alegria de dirigentes, médiuns, palestrantes e até de espíritos inferiores, emperrando de uma vez por …

Os "espíritas" continuam em pânico

Sem medir escrúpulos em cair em contradições, os "espíritas" reagem apavorados com as críticas que sua doutrina recebe intensamente e põem em risco a confortável reputação de "ícone de bondade" associada a Francisco Cândido Xavier.
Seus pregadores, tentando puxar para suas vaidades pessoais os argumentos de Allan Kardec sobre a coerência espírita, desconhecem que, se o pedagogo francês e mensageiros espirituais como Erasto criticaram os traidores da Doutrina Espírita, essas críticas são justamente endereçadas aos brasileiros que deturpam o pensamento kardeciano do qual se autoproclamam "rigorosamente infiéis".
Os "espíritas" se sentem incomodados com o aumento das críticas e com muitas revelações dos escândalos e confusões em que Chico Xavier foi envolvido, muitas vezes de propósito, com o apoio mais explícito do anti-médium mineiro, e se comportam como aquelas pessoas que veem pedaços do teto de uma casa caírem e ficarem sentados chorando.
Agora e…

"Movimento espírita" não consegue explicar suas contradições

O "movimento espírita", sabemos, está reagindo contra as contestações que se multiplicam na Internet e agravam a crise que vive a doutrina brasileira.
Seus líderes, se afirmando tristes diante de "lamentáveis ocorrências", reclamam da falta de misericórdia, compreensão e até "conhecimento da doutrina" por parte dos questionadores, e afirmam que estes é que estão sendo incomodados com a "missão de amor e fraternidade" que o "espiritismo" brasileiro simboliza em tese.
O grande problema é que esses líderes, que estufam seus peitos mesmo diante do coitadismo para dizer que os contestadores estão "confusos", mal sabem a confusão que está dentro deles. Afinal, se existe contestação, ela ocorre pelas contradições que os "espíritas" têm em abraçar, em tese, tanto o cientificismo de Allan Kardec quando o igrejismo de Francisco Cândido Xavier.
Observamos algumas páginas "espíritas" recentes, sem deixarmos de analisar t…

Chiquistas não costumam dar bom exemplo de solidariedade

Deu a louca na Internet. Além da mania da leitura de livros para colorir (?!) que encabeçam a lista dos mais vendidos no país - num mercado que se esperasse ser voltado para textos, não para desenhos - , agora são os internautas nas mídias sociais que passam a discriminar pessoas com senso crítico bastante aguçado.
O boicote às pessoas que "reclamam demais" é um reflexo do trauma provocado pela transformação do ativismo social emergente em junho de 2013 em focos de desordem e vandalismo. Só que, em vez dos vândalos e reacionários fanáticos serem boicotados e discriminados, são as pessoas de bem que, apenas por uma casualidade, passaram a questionar com profundidade e frequência todo tipo de problema cotidiano.
O pior exemplo vem justamente de seguidores de Francisco Cândido Xavier, que em tese se consideram dotados dos mais elevados valores de solidariedade e compaixão. Um jovem nos enviou e-mail reclamando de uma moça que o tem como seguidor no Facebook, não é uma fanática re…

A "carteirada" astral é permitida?

HUMBERTO DE CAMPOS E AUTA DE SOUZA - Duas das vítimas de Francisco Cândido Xavier.
Há uma gíria no jargão jurídico chamada "carteirada". É quando alguém se vale de alguma função ou posição social para reivindicar vantagens e privilégios sobre os outros. O popular "Você sabe com quem está falando?" que faz com que certos privilegiados se esqueçam de seus deveres e se lembrem demais de seus direitos, abusando-se deles.
Pois Chico Xavier se valeu do status que tinha, mesmo por inversão. Por exemplo, o de usar sua fragilidade, sua origem humilde e sua raiz interiorana, além de sua sua relativa paranormalidade para se apropriar de nomes anônimos ou ilustres e passar impune mediante as piores e mais evidentes irregularidades.
Ele usurpou os nomes de escritores e intelectuais falecidos, criando pastiches literários que quase nada lembram os respectivos estilos originais, a não ser semelhanças pontuais, mas dignas de qualquer imitação. Também usurpou os nomes de mortos comuns…

O "Espiritismo" brasileiro vai ficar calado diante do avanço do Fundamentalismo Cristão? Certamente vai

O "espíritas" brasileiros são um bando de ingênuos, só pode ser! Um imenso e cruel fundamentalismo cristão prestes a se instalar no país, com meta de eliminar uma grande quantidade de direitos fundamentais e eles se preocupando em associar uma descoberta em outro planeta com o Único propósito de canonizar o seu querido aiatolá Come Ninguém, o tal do Chico Xavier como "dono máximo da humanidade terrena".
É risível ver que os brasileiros que pensam que são "espíritas" fiquem ocupados e preocupados com algo que não vai interferir em nosso cotidiano e que só serve para satisfazer as suas taras particulares por um velhinho inútil que nada contribuiu para a melhoria geral de toda a sociedade, glorificado apenas por causa de um estereótipo que não condiz com a realidade.
E sinceramente, o "Espiritismo" brasileiro se junta aos fundamentalistas cristãos na responsabilidade pelas consequências que haverão com a imitação drásticas de direitos humanos com o i…