Pular para o conteúdo principal

Brasileiros ficam entre os últimos em teste de raciocínio. E agora, Chico? E agora, Divaldo?

Uma pesquisa recente feita pela OCDE (Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico), que faz parte do PISA (Programa Internacional de Avaliação de Alunos), em que estudantes de 44 países foram avaliados, os brasileiros demostraram incapacidade de resolver problemas simples, como procurar por uma música de rock ("rock, o que é isso?", perguntarão os jovens de hoje, mais afeitos às breguices que tocam por aí) e comprar um bilhete de trem.

Os brasileiros ficaram em 38° entre 44 países e entre os  atributos analisados estavam autonomia, raciocínio crítico, liderança, facilidade de relacionamento e tolerância, entre outras. Para quem conhece a situação atual do país e observa o comportamento dos brasileiros, isso não é novidade. Mas para a ampla maioria da população, iludida em achar que a tecnologia melhoraria  a intelectualidade do povo brasileiro, o resultado é uma decepcionante novidade. Mais ainda para os espiritólicos, seguidores desta forma maluca de "Espiritismo", onde Chico Xavier, Emmanuel, Bezerra de Menezes e outros fantoches, junto com suas ideias ainda mais malucas, são os "deuses" maiores, "intocáveis" e "inquestionáveis".

Para os espiritólicos, o resultado da pesquisa soa como uma violenta coronhada na cabeça, pois vai contra a delirante ideia de que os brasileiros, supostamente a "pátria escolhida por Deus" iria conduzir a humanidade na Terra. Conduzir a humanidade, assim? Ih, estamos todos ferrados!

Copa do Mundo de futebol: cumprimento da "missão espiritual" do Brasil?

E lá vem mais besteiras! Segundo o que os espiritólicos acreditam, em pleno século XXI - preparem-se para dar risadas - histéricas risadas - iria liderar a humanidade com "exemplos de espiritualidade" e que num determinado dia (datas previstas? Essa não!) a liderança do planeta passaria para as mãos dos brasileiros, para cumprir a "profecia" anunciada pelo "Anjo Ismael" (uma ficção). E estaria próximo esse cumprimento, cuja data coincide com... - cuidado para não engasgarem de risada - a Copa do Mundo de Futebol! Um evento lúdico! Uma brincadeira! Diversão pura vista como "tratado de responsabilidade política"! Caramba! Extrapolaram na alucinação! Gostem ou não, a ideia é no mínimo surreal e excessivamente delirante. 

Mas para quem acreditou que o "deus onipotente reencarnado" Chico Xavier, "desencarnou" num dia de "grande felicidade" (sic) para os brasileiros, que foi a vitória (fraudulenta - quem entende de futebol percebeu) da "seleção" em 2002, isso parece natural. Para os alucinados, o futebol é a nossa "principal forma de nos comunicar com o mundo". Se felicidade, no Brasil, é apenas vitórias no futebol e não a conquista da qualidade de vida, sou obrigado a achar que o fato de eu ter nascido no Brasil foi um severo castigo. Me linchem, por favor, me linchem!

Como o Brasil vai virar centro das atenções por esta atividade lúdica que quase todos pensam ser dever cívico, os alucinados devotos de "São Chico Xavier" entenderam que é agora a hora do Brasil passar a ser a "principal potência" do planeta. Vão tentar dizer que "não, não é o futebol; o futebol é só um instrumento a colocar o Brasil no cumprimento de sua missão". Mas de qualquer forma, isso é um argumento risível, uma autêntica tolice.

Burros governando inteligentes

E juntando tudo isso ao resultado da pesquisa que colocou lá para baixo o Brasil, em matéria de Educação, o mito ainda se torna mais risível. E a pesquisa foi feita com apenas 44 países. Se tivessem mais países, bem provável que o resultado tenha sido pior, colocando os brasileiros num nível ainda mais inferior.

E os "profetas" da "missão espiritual", o que acham disso? Vão corrigir a informação ou vão tentar criar a absurda tese de que os burraldos irão conduzir os rumos da Terra? Se os brasileiros não conseguem resolver problemas simples, imagine os problemas complexos que encontramos todos os dias em nosso planeta? 

Chico e Divaldo escreveram obras que reiteram esse absurdo do Brasil como "condutor mundial". Divaldo ainda continua dando palestras, embutindo a essa ideia o fato de que estamos em um país adiantado (mentira! - só agora estamos eliminando de vez as características de planeta primitivo e entrando no de provas e expiações - as características da humanidade comprovam isso). Coisa feia, hein "grandes filósofos"?!

Os noticiários e o comportamento das pessoas nas redes sociais a cada dia mostram que o Brasil só está piorando. E nem adianta a tecnologia, obras de melhoria estética (sim, ESTÉTICA), que na verdade tudo é um pano para esconder a nossa triste vocação para a mediocridade. E isso só desmente o que os "grandes líderes" do Espiritolicismo andam dizendo com a sua enrolada verborragia. 

Não existe "povo escolhido" e a pátria espiritual é todo o universo

E é bom lembrar que não existe pátria para os espíritos. A pátria espiritual é o universo inteiro. O conceito de patriotismo é materialista, pois países são divididos por homens, baseado em divisões de terrenos e características político-sócio-econômicas. A divinização da pátria, tradicional de nossa população é um imenso erro que precisa ser corrigido, pois é origem de muitos problemas.

E não existe "povo escolhido". Isso é egoísmo. E as outras pessoas que vivem em outros países, como ficam? São "inferiores" a nós? As pesquisas do PISA mostram que, pelo contrário, são até melhores do que nós os "missionários da espiritualidade". 

Pelo menos eles sabem resolver problemas muito melhor que nós, que, diante do menor probleminha, preferimos nos esconder numa igreja, num estádio de futebol ou num copo de cerveja, achando que nestas três coisas é onde se encontram as soluções para os problemas da humanidade. E agir desta forma é de fato uma forma bem cretina de se "resolver os problemas", fugindo deles para que os mesmos voltem a nos encontrar a qualquer momento, em nosso sofrido cotidiano. 

E não é uma crença que está dizendo isso e sim uma pesquisa séria, científica, baseada em testes observados diante dos olhos de pesquisadores. Uma pesquisa que mostra que os "líderes espirituais" do planeta ainda tem muita coisa para aprender, numa caminhada bem mais longa do que todo mundo pensava.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo para os ricos, nada para os pobres!

A guinada direitista do "Espiritismo" brasileiro, supostamente "orientada" pela "espiritualidade superior" (na verdade espíritos de velhos e odiosos macartistas disfarçados de "sábios") tirou definitivamente a sua mascara de "doutrina avançada". 
Incapaz de melhorar o país em mais de 130 anos, se limitando a caridade paliativa que não elimina problemas, mas cria meios de suportá-lo, o "Espiritismo" brasileiro agora abraça um governo golpista e ideias retrógradas que pretendem reservar o bem estar a uns poucos que compartilham de ideais retrógrados e meios suspeitos de vencer na vida.
O "Espiritismo" brasileiro, totalmente distante e em muitos pontos contrário ao Espiritismo original fundado por Allan Kardec, sempre foi uma seita de elite com um número grande de seguidores de alto poder aquisitivo e graduados em faculdades. O que não significa que sejam mais inteligentes, pois o "Espiritismo" brasileiro ag…

Anti-esquerdismo "espírita" vai contra proposta da caridade

O "Espiritismo" brasileiro é cheio de contradições, graças a sua recusa em raciocinar e analisar tudo que chega aos seu redor. Abraçou a fé cega e a bondade estereotipada e se limita a fazer caridade paliativa, aquela que serve de mera compensação para que os necessitados se mantenham em suas condições humilhantes. 
Agora, os "espíritas" (de Chico Xavier) e os espíritas (de Allan Kardec) encanaram de aderir ao sádico ódio fascista anti-esquerda. Criminalizaram os movimentos sociais, a personalidades de esquerda e glorificaram o excludente Capitalismo, se baseando na tolice da meritocracia e descartando de uma vez por todas a acridade mencionada por Allan Kardec, um socialista, em suas obras.
Só o direitismo assumido pelo "Espiritismo" brasileiro jé envolve um festival de contradições que poderão implodir a doutrina no Brasil, que já é muito fraca em outros países. Ela entra em violento choque com a finalidade original da doutrina, que é a caridade, além …

Ódio anti-petista de Robson Pinheiro pode ter orientação de espíritos de senhores de engenho e adeptos do Fascismo

O "Espiritismo" sempre foi conhecido como a religião da razão e do amor. Mas Robson Pinheiro que mudar isso. Para ele o "Espiritismo" passa a ser a doutrina da barbárie e do ódio. Incapaz de negociar com aqueles que não se afinam com suas convicções políticas elitistas, Pinheiro se une aos neo-pentecostais e derrama a sua gosmenta baba de raiva contra a esquerda, ignorando os verdadeiros responsáveis pela crise, que é mundial e desprezando os bastidores do poder.
Robson é um autêntico analfabeto político, pois dá sinais de que não sabe das complexas relações de poder, num perfeito exemplo de pedantismo político. E de acordo com a lei de afinidade (ignorada pelos "espíritas" brasileiros), atrai espíritos de senhores de engenho e de simpatizantes do Fascismo. Pinheiro psicografa um livro "político" demonstrando escancarado desconhecimento sobre o assunto. Ignora fatos que comprovam que a verdadeira quadrilha é justamente os políticos que ele apoi…