Pular para o conteúdo principal

E aí, testou se é espírita de Kardec ou "espírita" de Chico Xavier? Venha conhecer as respostas!


Ontem fizemos um questionário para testar o conhecimento espírita. Agora chegou a vez de conhecermos as respostas, devidamente comentadas. felicitações aos que acertaram. Aos que erraram: Xiiii, faltou estudar os livros que Allan Kardec codificou!

1) Quem era Allan Kardec e o que ele pretendia fazer com o Espiritismo?
c) Cientista consagrado, pesquisou com ajuda de muitos médiuns totalmente estranhos uns aos outros, informações sobre o mundo espiritual, resultando nas obras conhecidas como "codificação".
Leon Rivail era um pedagogo consagrado que se interessou pelo assunto e adotou o pseudônimo de Allan Kardec para continuar com os trabalhos para entender as relações ocm o mundo espiritual e com formas de matéria ainda por nós desconhecidas.

2) Espírito de nível superior que orientou a codificação, divulgando e alertando sobre os pontos corretos, comprovados pela Doutrina Espírita.
d) Erasto.
Erasto, discípulo de Paulo, foi um dos espíritos realmente superiores que orientaram o trabalho de codificação, além de esclarecer muito pontos sobre moral, intelecto e o próprio mundo espiritual.

3) Na fase inicial da FEB, um importante membro lutou insistentemente para que a fidelidade ao trabalho da codificação pudesse ser mantida, rejeitando ideias intrusas, sobretudo as de Roustaing. Quem foi ele?
d) Angeli Torteroli.
Figura pouco difundida na historiografia espírita no Brasil, o italiano naturalizado brasileiro foi um dos principais críticos da corrente mística que resultou na deturpação que vemos hoje e é bastante discutida atualmente apenas na internet e em alguns centros responsáveis, como o de Nova Friburgo. O esquecimento de Angeli tem muito a ver com o interesse da FEB em subestimar nomes que tentem evitar ou condenar a deturpação que transformou o Espiritismo brasileiro em uma igreja dogmática e irracional.

4) Qual a importância de Maria, a mãe de Jesus, para o Espiritismo?
e) Nenhuma importância.
Tradicional figura católica. Do contrário do que os católicos acreditam, ela nunca concordou com a militância de seu filho. O fato de ter gerado Jesus não garante a superioridade de seu espírito.

5) O que significa "crianças índigo"?
d) Uma bobagem inventada por dois místicos norte-americanos.
Dois místicos americanos, Jan Torber e seu então marido Lee Carroll, com a difusão e o aval da parapsicóloga Nancy Ann Tappe, acreditaram que estaria nascendo crianças com a "aura azul de tonalidade indigo", que demonstravam características de rebeldia, criatividade e senso crítico elevadas. Uma seita foi criada pelo casal para defender tal tese, tendo o aval e a "orientação" de um suposto espírito conhecido como Kryon. Publiquei um texto alheio bastante detalhado sobre isso nesta postagem. Releia para entender.

6) A influência católica no "Espiritismo" brasileiro é enorme. Isso é nocivo?
d) Sim. Porque inseriu conceitos estranhos que atrapalham a compreensão da doutrina.
Acredito que não precisa explicar isto. Exemplos que justifiquem esta resposta aparecem muito em nosso blogue.

7) O que acontece com os espíritos inferiores que mantém os interesses materialistas?
c) Ficam no mesmo planeta, presos aos lugares e objetos de seus interesses.
Vi esta informação em algumas palestras realmente espíritas e no Livro dos Médiuns. Mas não existe "punição" padrão. Na verdade, cada caso é um caso e os espíritos mais materialistas é que se encontram nesta situação, não se aplicando a todos os espíritos inferiores.

8) Como identificar espíritos mistificadores que enganam os outros?
d) Mesmo falando mansamente e sobre assuntos de paz, amor e caridade, inserem em suas falas, muitos erros e enxertos que dificultam a compreensão da doutrina, travando a evolução intelectual.
Uma analogia pode explicar melhor isto: um pescador, quando quer matar um peixe para torná-lo seu alimento, coloca na isca uma coisa que possa atrair o peixe para o anzol. Não é o mesmo que os mistificadores fazem? Falam coisas que suas vítimas gostariam de ouvir, conquistam sua confiança e depois manipulam suas vítimas para os seus interesses particulares. Se aparecerem se anunciando com maus, nunca conseguiriam atrair suas "presas".

9) Estamos seguros contra a negatividade quando entramos nos centros espíritas?
b) Não. Se a sintonia dos ocupantes do centro for negativa, a influência negativa entrará naturalmente, seguindo a lei de atração.
A única proteção é a mentalidade dos que estão no centro. Pensamentos que subtraem a moral e também o intelecto são um terreno fácil para a atração de entidades de índole duvidosa. Tranca-rua e similares e outros meios de segurança são materiais, não existentes nas dimensões espirituais.

10) Nos centros, os passes são dados corretamente?
e) Não, porque faltou um estudo aprofundado de Magnetismo.
Os centros preferem estudar as obras de "André Luiz" e conceitos orientais duvidosos  para orientar seus trabalhos de transfusão energética.

11) Qual a relação entre Emmanuel e Chico Xavier?
d) Emmanuel foi o tirano obsessor de Chico Xavier.
O perfil de Emmanuel casa muito bem com o perfil descrito de um mistificador no Livro dos Médiuns. Além disso, como provável jesuíta, Emmanuel pretende inserir fundamentos do Catolicismo medieval para que não haja o progresso espiritual que possa interferir nos interesses particulares dos espíritos mistificadores.

12) Divaldo Franco vivia dizendo que para espantar espíritos negativos "não há nada que um Pai Nosso não resolva". Ele está certo? Em caso contrário, o que deve ser feito?
c) Não. O Pai Nosso é oração formal de tradição católica. Esqueça-a. Um estudo profundo e detalhado da codificação é mais eficiente para espantar espíritos mal intencionados.
Oração mais espontânea é aquela que não segue fórmulas, sendo mais eficiente se dita com sinceridade e lógica.

13) É necessário que se toque músicas "edificantes" nas reuniões espíritas?
a) Não é necessário. Música é apenas entretenimento, algo supérfluo na purificação ambiental.
Nada contra músicas no ambiente espírita. Elas não são nocivas. O problema é achar que elas possa servir para purificar o ambiente. Quanto a atração de espíritos, uma música só irá atrair quem gosta dela, seja inferior ou superior, dependendo do tipo de música tocada. Quanto mais fútil e tola for a música, menor será a elevação espiritual de quem será atraído por ela, mesmo que não tenha sexo e violência em suas letras.

14) O que é preciso para a evolução espiritual, moral ou intelecto?
e) Moral e intelecto sãs aspectos diferentes e separados, mas igualmente importantes para a evolução espiritual.
Para os espiritólicos só a moral é necessária, um erro muito grave. Se esquecem que o desenvolvimento intelectual facilita muito a compreensão de tudo que nos rodeia, evitando enganos e favorecendo o surgimento de soluções práticas de resolução dos problemas, seja quais forem.

15) O que acontece com os espíritos de animais após o desencarne?
b) Reencarnam logo em seguida.
Cada reino biológico tem no seu princípio espiritual as suas características peculiares. A medida que vai se evoluindo, muda de reino até chegar a espécie humana, onde encontrará oportunidades para alavancar a evolução de seu princípio espiritual.

16) Chico Xavier era católico praticante. O que ele foi fazer no Espiritismo?
a) Devido a capacidade mediúnica, foi adotado pela FEB, que o transformou em mito.
Xavier nunca deixou de ser católico praticante. Mas como era médium, a FEB o tomou como "líder" para poder ganhar muito dinheiro com a venda de livros e objetos ligados ao médium, que fez questão de abrir mão dos lucros, estes infelizmente abusados pela cúpula da instituição supostamente "espírita". Apesar de considerado "líder" até hoje (até mesmo os críticos da FEB o consideram como tal, por ter ajudado a difundir, mesmo erradamente, a doutrina), Xavier deveria ter sido muito mais útil para o Catolicismo, levando conceitos da pluralidade das existências, reencarnação e mundos habitados aos seus colegas de crença.

17) Divaldo Franco garante que já estamos em fase de regeneração, iniciada na década de 70. Isso é verdadeiro ou falso?
d) Falso. Não há previsões com data marcada. Além disso, as circunstâncias mostram que ainda falta muito para começarmos a mudar de estágio, numa transição que é bastante lenta e gradual.
A mediocrização generalizada que vemos em todos os setores da humanidade sinaliza que ainda estamos muito distantes de qualquer forma de evolução radical.

18) Quem foi mesmo André Luiz?
d) Personagem inventado. Não se sabe se foi um espírito inferior que se assumiu como tal, ou se surgiu da imaginação fértil de Waldo Vieira, ex-parceiro de Chico Xavier.
Os livros da série "André Luiz" foram escritos na época da citada parceria, o que leva a crermos nesta hipótese. A única coisa certa é que a enredo narrado no livro "Nosso Lar" não serve como biografia do tal espírito, por ser bastante delirante e contraditório.

19)Porque o livro O que é Espiritismo, de Allan Kardec é pouco divulgado?
d) Porque desperta o bom senso, evitando a aceitação das deturpações insistentemente difundidas pela FEB e personalidades espiritólicas.
Apesar de oficialmente não ser considerado parte da codificação, O que é Espiritismo é um livro essencial, indispensável para a compreensão da doutrina e da prevenção dos erros infelismente difundidos por todos os cantos. Uma verdadeira vacina intelectual contra o fascínio mistificador e contra qualquer tipo de ilusão.

20) O que Jesus representa para o Espiritismo?
d) O espírito mais evoluído na Terra e que veio ensinar a humanidade.
Ainda sem uma real comprovação de sua existência, Jesus é definido como tal nas obras da codificação e suas ideias, na verdade nada tinham de religiosas e sim de políticas. Sendo um dos primeiros ativistas sociais da humanidade, foi condenado por motivos políticos. Mas na Idade Média, a tradição católica roubou sua identidade transformando-a em mito religioso cheio de mistificações, distorcendo a compreensão das mensagens que o mestre nazareno tentava difundir.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo para os ricos, nada para os pobres!

A guinada direitista do "Espiritismo" brasileiro, supostamente "orientada" pela "espiritualidade superior" (na verdade espíritos de velhos e odiosos macartistas disfarçados de "sábios") tirou definitivamente a sua mascara de "doutrina avançada". 
Incapaz de melhorar o país em mais de 130 anos, se limitando a caridade paliativa que não elimina problemas, mas cria meios de suportá-lo, o "Espiritismo" brasileiro agora abraça um governo golpista e ideias retrógradas que pretendem reservar o bem estar a uns poucos que compartilham de ideais retrógrados e meios suspeitos de vencer na vida.
O "Espiritismo" brasileiro, totalmente distante e em muitos pontos contrário ao Espiritismo original fundado por Allan Kardec, sempre foi uma seita de elite com um número grande de seguidores de alto poder aquisitivo e graduados em faculdades. O que não significa que sejam mais inteligentes, pois o "Espiritismo" brasileiro ag…

Anti-esquerdismo "espírita" vai contra proposta da caridade

O "Espiritismo" brasileiro é cheio de contradições, graças a sua recusa em raciocinar e analisar tudo que chega aos seu redor. Abraçou a fé cega e a bondade estereotipada e se limita a fazer caridade paliativa, aquela que serve de mera compensação para que os necessitados se mantenham em suas condições humilhantes. 
Agora, os "espíritas" (de Chico Xavier) e os espíritas (de Allan Kardec) encanaram de aderir ao sádico ódio fascista anti-esquerda. Criminalizaram os movimentos sociais, a personalidades de esquerda e glorificaram o excludente Capitalismo, se baseando na tolice da meritocracia e descartando de uma vez por todas a acridade mencionada por Allan Kardec, um socialista, em suas obras.
Só o direitismo assumido pelo "Espiritismo" brasileiro jé envolve um festival de contradições que poderão implodir a doutrina no Brasil, que já é muito fraca em outros países. Ela entra em violento choque com a finalidade original da doutrina, que é a caridade, além …

Ódio anti-petista de Robson Pinheiro pode ter orientação de espíritos de senhores de engenho e adeptos do Fascismo

O "Espiritismo" sempre foi conhecido como a religião da razão e do amor. Mas Robson Pinheiro que mudar isso. Para ele o "Espiritismo" passa a ser a doutrina da barbárie e do ódio. Incapaz de negociar com aqueles que não se afinam com suas convicções políticas elitistas, Pinheiro se une aos neo-pentecostais e derrama a sua gosmenta baba de raiva contra a esquerda, ignorando os verdadeiros responsáveis pela crise, que é mundial e desprezando os bastidores do poder.
Robson é um autêntico analfabeto político, pois dá sinais de que não sabe das complexas relações de poder, num perfeito exemplo de pedantismo político. E de acordo com a lei de afinidade (ignorada pelos "espíritas" brasileiros), atrai espíritos de senhores de engenho e de simpatizantes do Fascismo. Pinheiro psicografa um livro "político" demonstrando escancarado desconhecimento sobre o assunto. Ignora fatos que comprovam que a verdadeira quadrilha é justamente os políticos que ele apoi…